0

Resumo do Carrinho

    08/07/2024

    Quais são os sinais de TDAH na infância?

    O Dia Internacional do Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade (TDAH) é celebrado em 13 de julho com o objetivo de informar e conscientizar a sociedade sobre essa condição que afeta 7,2% das crianças no mundo.

     

    Segundo informações do Manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais, 5ª edição revisada (DSM-5-TR), o TDAH tem origem na infância e seu diagnóstico deve considerar o surgimento dos sintomas antes dos 12 anos em, pelo menos, dois contextos: no ambiente familiar e na escola.

     

    Um transtorno do neurodesenvolvimento, o TDAH é identificado pela manifestação de um padrão persistente de desatenção, hiperatividade e/ou impulsividade muito acima do que seria esperado para a idade.

     

    A intensidade e a frequência dos sintomas podem prejudicar os funcionamentos escolar, social e familiar dos indivíduos e durar para sempre se o transtorno não for identificado corretamente o quanto antes e acompanhado por profissionais capacitados.

     

    Subcategorias

    Para a identificação do TDAH na infância, é preciso considerar que o transtorno pode ser dividido em três subcategorias. São elas: predominantemente desatento, predominantemente hiperativo/impulsivo ou um combinado dos dois.

     

    No primeiro caso, a criança demonstra muita dificuldade de manter o foco, se perde nos próprios pensamentos, pode vir a mostrar desinteresse em atividades do dia a dia e também sofre com lapsos de memória.

     

    O aluno com o tipo predominantemente desatento de TDAH na infância é visto como o ‘avoado’ da classe, tem dificuldades para escutar o que lhe dizem e, por consequência, de absorver os conteúdos apresentados em sala de aula. Sem conseguir se organizar nas tarefas, perde atenção muito rápido nos exercícios que exigem um esforço mental por mais tempo e perde objetos com frequência.

     

    Já na segunda subcategoria, os pequenos são muito inquietos e suas ações costumam ser impulsivas, sem uma avaliação dos perigos. Também é comum que as crianças com TDAH do tipo hiperativo tenham temperamentos mais explosivos. Na escola, não conseguem ficar sentadas por muito tempo e, quando precisam, tendem a ficar se contorcendo ou mexendo as mãos e os pés.

     

    Outro comportamento muito visto em quem tem TDAH na infância que se enquadra nessa subcategoria é a dificuldade em participar de atividades de natureza mais calma. Muito falantes, esses alunos também têm tendência de interromper os outros durante uma conversa por não terem paciência para aguardar a sua vez de falar. Por fim, deve-se levar em conta que o tipo combinado mistura esses comportamentos.

     

    Graus

    Também é possível classificar o TDAH conforme os graus leve, moderado e grave. Nas crianças que possuem o transtorno em grau leve, ainda que presentes, os sintomas são poucos e quase não afetam sua vida social e escolar.

     

    No grau moderado, os sintomas são percebidos de forma mais nítida e interferem um pouco mais na vida do pequeno. Já nas crianças que apresentam o transtorno no seu grau mais alto, os sintomas são muitos e trazem grandes dificuldades para o seu desempenho escolar e nas suas relações pessoais.

     

    Até que se conheça os sintomas do TDAH na infância, não é possível identificar o transtorno nas crianças. Ao notar tais comportamentos nos filhos por um longo período de tempo, os pais ou outros responsáveis devem procurar ajuda profissional.

     

    Ferramenta

    O Diário de Bordo do TDAH da BBDU é uma ferramenta com 50 folhas para auxiliar a criança com o transtorno em relação ao planejamento e à execução de tarefas no dia a dia.

     

    O objetivo é que, com o registro das atividades da semana no diário, o paciente consiga se organizar melhor em seus compromissos e suas atividades, fazendo, assim, melhor planejamento e manejo do seu tempo.

     

    Em cada sessão, o terapeuta pode trabalhar os tópicos do diário, para que, junto com a criança, sejam traçadas diretrizes mais assertivas para cada semana.